Blog em Linha Reta

Onde é que há gente no mundo?

Meridianos

Sinto-me como se traçassem-me
um meridiano imaginário
entre meu ser e o alheio,
e se pusesse a contar as horas
a partir desta linha
e em sentido contrário
à minha vontade.

Assim,
o fuso horário em que o outro,
logo à minha frente, estaria,
seria exatamente 24 horas atrasado,
ou adiantado,
ao que me encontro.

Então eu poderia dizer que o outro,
inconsciente desse lapso de consciência entre nós,
pertencesse somente ao meu passado,
ou ao meu futuro,
ou vice-versa.

Nunca nossas almas
poderiam se encontrar
em tempo de realmente
comunicarem-se.