Blog em Linha Reta

Onde é que há gente no mundo?

Pra qual país você se mudaria agora?

Foi com essa pergunta que minha manhã iniciou, há uns 10 minutos atrás.

Digo iniciou-se, mas é no sentido prático, pois foi uma manhã estranha, mas não necessariamente ruim.

Antes da pergunta, quase fui atropelado por algum ser que se preocupava mais com a bunda de alguma mulher na rua do que com a minha vida. Não que eu me importe com isso, talvez minha vida signifique menos mesmo. Mas o que incomoda é que esse tipo de pessoa não dirige carros, elas têm armas (principalmente se ele estiver dirigindo uma Ford F250 de 2,5 toneladas). E não importa quem inventou a arma ou como ela funciona, importa quem puxa o gatilho, neste caso.

Logo depois, virando a esquina, deparo-me com uma cena típica de acidente: moto encostada na calçada (em pé), carro atravessado na rua, motoqueiro com sua jaqueta preta procurando coisas no asfalto, capacete no chão. Acompanho tudo de longe, enquando vou caminhando ao lado, verifico que está tudo bem, carro vai embora, motoqueiro continua xingando todos os parentes do motorista do carro enquanto o segue com o olhar. Por um momento tudo pareceu mentira e o motoqueiro estava apenas verificando coisas na moto e o carro apenas saindo da garagem. Mas o capacete estava no chão. Aquele capacete no chão destruía qualquer idéia de mundo bonito e vida em perfeitas condições. O capacete não deveria estar ali. Ele destituia qualquer redoma de cristal que estamos envoltos e nos joga na cara que tem algo errado com nossas vidas. O capacete no chão. Na mesma velocidade com que me estarreci diante dele, olhei para frente e lamentei a distância que tinha de andar ainda, e me lembrei que estava atrasado. O mundo inexorável tornou-se belo outra vez, enquanto a voz do motoqueiro reclamando, que existia apenas na minha imaginação, foi tornando-se cada vez mais sussurro, até sumir.

Pra qual país você se mudaria agora?

Foi como se eu tivesse sido arrancado de um universo e levado a outro, paralelo.

País? Quem é esse? Ah não, um maluco qualquer País? Acho que Europa… querendo conversar.

Pra qual país da Europa você se mudaria pra trabalhar? Ele leu meu pensamento.

Mudar-me? Hm, Europa? Alemanha. Respondi sorrindo, não entendendo e já entendendo o que se passava. Caramba, estou atrasado.

Alemanha?